medos infantis
Desenvolvimento do bebê

MEDOS INFANTIS: Quais são e como lidar com eles?

 

Minha filha começou a demonstrar medo. Barulhos diferentes a deixam assustada com facilidade. Escuro também. Antes, ela acordava no escuro cantava, chamava a gente. Agora acorda gritando, com medo. Se isso também está acontecendo por aí, não desespere. É normal. É mais uma etapa do desenvolvimento.

*Veja quais medos:

 

Até 6 meses: medo de barulhos muito altos;

7-11 meses: medo de pessoas estranhas e de altura;

1 ano: medo de que os pais desapareçam;

2 anos: medo de médico, trovões, objetos muito grandes e criaturas imaginárias;

3-4 anos: medo de palhaços e outras pessoas fantasiadas, escuro, insetos, monstros e de ficar sozinho;

5 anos: medos mais concretos, como de ladrões, de cachorro, de perder os pais ou de se machucar;

7 anos: medo de fantasmas, tempestades, dormir sozinho ou de que algo ruim aconteça com seus pais.

 

*Como ajudar?

 

  • Esteja presente quando a criança passar por novas experiências;
  • Não menospreze o sentimento;
  • Tente sempre mostrar que o que ela teme não representa perigo, mas não a force a se aproximar;
  • Permita que a criança fale de seus medos e não a repreenda por se sentir assim;
  • Explique que fantasmas, bruxas e outros seres imaginários são de brincadeira, não existem, são como os desenhos e filmes;
  • Sempre abra espaço para o diálogo e deixe a criança explicar por que não se sente segura.
  • Abrace, dê colo, beije, fale que ama;
  • Não prolongue o assunto. Não conte para outra pessoa quando a criança estiver por perto. Não reforce.

Jornalista, pedagoga, mãe e muito mais. Repórter na TV MS RECORD, Revista Celebrar e FM CIDADE 101. Mas o foco desse perfil é falar de MATERNIDADE.

Deixe seu comentário