• As mães

    Terapia Ocupacional e o TOD ( Transtorno Opositivo Desafiador)

        O tratamento para o transtorno opositivo desafiador é baseado em psicoterapia e uso de medicamentos. O tratamento para o transtorno opositivo desafiador é baseado em muitos fatores, incluindo a idade do paciente, a gravidade dos sintomas e a capacidade do paciente e dos pais de se engajarem em terapias específicas. O tratamento geralmente consiste de uma combinação de psicoterapia e medicamentos. Psicoterapia é uma espécie de aconselhamento que, utilizando técnicas psicológicas específicas, ajuda progressivamente a criança ou adolescente a desenvolver formas mais eficazes para expressar e controlar a raiva. A terapia cognitivo-comportamental, por exemplo, busca reformular o pensamento (cognição) do paciente para melhorar o seu comportamento. A terapia…

  • Introdução Alimentar

    Terapia Ocupacional e a seletividade alimentar

    Muitas vezes os pais percebem que seus filhos estão enfrentando dificuldade para alimentar. Essa dificuldade pode estar associada a seletividade alimentar e que está ligada a Disfunção de Processamento Sensorial. Sendo assim, muitas crianças e adultos tem essa limitação alimentar e por falta de informação profissional, não sabem que está associada a integração sensorial decorrente a disfunção do processamento sensorial. Podemos considerar que há uma série de fatores que influenciam na prática alimentar, dentre eles: as relações parentais, preferências pessoais, condições de saúde, fase de vida, hábitos familiares, contexto sócio-cultural e principalmente dificuldades em processar as sensações do seu próprio corpo e do ambiente, e que, devido a isto, apresentam…

  • Desenvolvimento do bebê

    Terapia Ocupacional e o Trasntorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade

        O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é uma síndrome caracterizada por problemas de concentração. Quem a possui geralmente apresenta sinais como distração, agitação, esquecimento, desorganização, hiperatividade, impulsividade, entre outros, que causam dificuldades na absorção e execução de tarefas por vezes tidas como simples. Ela geralmente se manifesta antes dos sete anos de idade da criança, que acaba apresentando uma maior inquietação do que as em idade semelhante, atrapalhando o convívio em ambientes como a casa e a escola. Um dos maiores problemas dos pequenos diagnosticados com TDAH é a integração em ambientes sociais. Para evitar o uso de medicamentos em idade tão tenra e não…

  • Desenvolvimento do bebê

    A importância do brincar no olhar da Terapia Ocupacional

    O desenvolvimento humano foi e ainda é estudado por diferentes autores. Quando pensamos em desenvolvimento infantil, a terapia ocupacional, insere nesse tema o “brincar” como uma atividade natural e que deve ser introduzida no dia-a-dia das crianças independente da idade ou local em que a criança se encontra (hospital, escola, ambiente sociais e assim por diante) com as mudanças dos séculos e por questões sociais e de crenças, muitas crianças apresentam em suas rotinas muitos afazeres e deveres, restando pouco tempo para as brincadeiras. A Terapia Ocupacional reforça que o “brincar” deve estar presente na rotina da criança e em diferentes contextos, com diferentes personagens, pais, responsáveis e irmãos também…

  • Desenvolvimento do bebê,  Saúde e bem estar

    A importância da Terapia Ocupacional na Síndrome de Down

    A terapia ocupacional, é uma profissão que tem por objetivo a prevenção e o tratamento de indivíduos com alterações cognitivas, perceptivas, psicomotoras e afetivas, decorrentes ou não de distúrbios genéticos, traumáticos e/ou doenças adquiridas. Visando sempre o bem-estar e autonomia do paciente, os portadores da Síndrome de Down são um exemplo de pessoas que necessitam desta, e de outras, intervenções terapêuticas. A Síndrome de Down é uma doença genética e crônica, associada a uma divisão anormal no cromossomo 21. Esta alteração afeta o indivíduo manifestando características físicas especificas, como a cabeça arredondada e pequena, face levemente achatada, boca pequena e constantemente aberta com a língua projetada para fora, mãos pequenas…

  • O Bebê

    Quais são os benefícios da Terapia Ocupacional para a criança com Autismo?

    Quando falamos em Terapia Ocupacional Infantil, nos remetemos a três grandes áreas nas quais são de extrema importância na infância: AVDs (atividades da vida diária), atividades relacionadas ao trabalho escolar e o brincar. A criança aprende sobre o mundo quando interage com ele, usando as informações que lhe chegam pelos sentidos, essas interações se dão através do brincar, sendo este o principal recurso utilizado pela Terapeuta Ocupacional. O objetivo global da terapia ocupacional é ajudar a pessoa com autismo a melhorar a qualidade de vida em casa e na escola. O terapeuta ajuda a introduzir, manter e melhorar as habilidades para que as pessoas com autismo possam chegar à independência.…

  • Colunas

    Será que meu filho precisa de Terapia Ocupacional?

    A Terapia Ocupacional Infantil visa promover a prevenção, tratamento e reabilitação de crianças que apresentem quadros de alterações sensoriais, afetivas, cognitivas e psicomotoras. O objetivo é auxiliar essas crianças no estabelecimento das suas atividades e proporcionar uma maior autonomia no dia-a-dia e em seu próprio desenvolvimento. Quando uma criança não completa as etapas esperadas do desenvolvimento infantil, ou responde de forma diferente aos estímulos sensoriais do ambiente, a Terapia Ocupacional Infantil pode auxiliar avaliando o motivo pelo qual esta mudança está ocorrendo e planejando estratégias que auxiliem no desenvolvimento dessas habilidades. Em alguns casos, mesmo com as brincadeiras e estimulações realizadas pelas mamães e papais, a criança pode não responder conforme o esperado,…